História do playboy que atropelou o ciclista pobre e jogou o braço

março 12, 2013 § Deixe um comentário

História do playboy
que atropelou
o ciclista pobre
e jogou o braço

da vítima
na curva do rio.
[um poema-crônica sobre
a não-cidade de São Paulo]

* por F. Tonnetti

Tomar um carro
do pai milionário
depois de ter
tomado uísque

Tomar a cidade
de assalto
depois de ter
tomado a polícia

Tomar um atalho
na via
depois de ter
tomado o semáforo

Tomar um ciclista
na pista
depois de ter
tomado o contrário

Tomar a melhor
das saídas
depois de ter
tomado cuidado

Tomar a ciência
do estrago
depois de ter
tomado a esquina

Tomar a visão
de um pedaço
depois de ter
tomado o para-brisas

Tomar uma atitude
impensável
depois de ter
tomado uma vida

Tomar uma ponte
e ao braço lançá-lo
depois de ter
tomado uma esquiva

Tomar vento fresco
de alívio
depois de ter
tomado um vício

Tomar o seu caminho
pra casa
depois de ter
interrompido um trilho

Tomar o assento
confortável
depois de ter
tomado um cochilo

Tomar o jornal
do capacho
depois de tomar
o seu vinho.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento História do playboy que atropelou o ciclista pobre e jogou o braço no Shauan de Bicicleta.

Meta

%d blogueiros gostam disto: